segunda-feira, 15 de maio de 2017

domingo, 14 de maio de 2017

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Orçamento Participativo Jovem

Está em curso a votação das propostas do Orçamento Participativo Jovem 2017, a qual termina no próximo dia 28 de Maio.

Vem ao Expolab e participa na escolha do projeto vencedor!

Um novo espaço de lazer com ciência e para toda a família, precisa do teu voto!

Cine'Eco | Sessão 8


sexta-feira, 28 de abril de 2017

Cine'Eco | Sessão 6


Sexta-feira, 28 de Abril, 21h00 > Cine Solmar
CIN`ECO Extensão 2016 - Sessão 6
ENTRADA LIVRE
______________________________________________________

PODER HUMANO de Ephraim Broschkowski
Alemanha, 2015, 4 minutos

Os homens estão poluindo a atmosfera e o meio ambiente, estão degradando os solos, cortando as florestas e a vegetação: a humanidade tornou-se uma força na formação dos ecosistemas, mas até agora não fez o melhor uso desse poder. Regras definidas pela WBGU mostram como o é possível o desenvolvimento global, sem comprometer os sistemas de suporte da vida.

+


SVAL&BARD-10 REGRAS PARA SOBREVIVER NO ÁRTICO de Daniele Di Domenico

Itália/Noruega, 2016, 18 minutos

Este filme é composto por dez inovadoras curtas-metragens de animação (1'-2 'cada), para explicar aos visitantes da Ilha Svalbard as regras que devem respeitar, para manterem-se seguros e para preservar este ambiente frágil.

+

AS SAGAS DO USTYURT. O DIREITO À VIDA de Lyudmila Garmash
Uzbequistão, 2016, 27 minutos

Este filme mostra como as pessoas viveram durante centenas de anos lado a lado com saigas (uma espécie de antílope) do planalto Ustyurt, até que recentemente, o desenvolvimento económico da região começou a ter um impacto negativo na sua vida selvagem. No entanto, há esperança, em 'Saigachy', um território de 7352 km de reserva, dos quais 3456 km é uma área protegida. A reserva foi desenvolvida em conjunto com o SCA para proteger os saigas, enquanto que a introdução de energias renováveis e alternativas na região, oferece à população local emprego, formação e educação.

+

100 ANOS DE URGEIRIÇA de James Ramsay Cameron
Portugal/UK, 2016, 55 minutos
PRÉMIO LUSOFONIA / PANORAMA REGIONAL

"Cem Anos de Urgeiriça", é a história de uma das minas de urânio mais antigas do mundo, as Minas da Urgeiriça no norte de Portugal.O filme mostra como o mineral afetou as pessoas que trabalharam com ele e a comunidade em geral.
A mina foi formalmente registada em 1915 e produziu o rádio que contribuiu para os esforços de Marie Curie para descobrir a cura do câncro. Em plena Segunda Guerra Mundial o urânio era vendido ao governos britânico que passou a controlar a mina de 1945-62, para produção de combustível nuclear para as suas bombas atómicas e atraindo a atenção de espiões soviéticos. Com a esquerda britânica, o ditador Salazar usou as minas como foco das suas ambições de construir um Portugal de poder nuclear. Após a Revolução de 25 de Abril de 1974 a mina foi forçado a tornar-se economicamente auto-suficiente e encontrou um cliente em Saddam Hussein.
O filme conta a história através de raras imagens de arquivo e as vozes daqueles que viveram e trabalharam na Urgeiriça.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Proteção da Biodiversidade Costeira

No sábado, dia 22 de Abril das 16h30 às 18h30, será realizada uma ação de limpeza de praia, seguida de uma atividade prática sobre os impactos do lixo nos organismos marinhos, orientada pelo investigador Tarso Costa. 

Cine'Eco | Sessão 5

Cine'Eco | Sessão 5
Sexta-feira, 21 de Abril, 21h00 > Expolab [Lagoa]
CIN`ECO Extensão 2016 - Sessão 5

ENTRADA LIVRE
CRIMEIA, O SONHO DO IMPERADOR de Daniel Dloouhy
Áustria, 2016, 15 minutos

Este é um filme político sobre o futuro da Crimeia e da Europa. Os nossos heróis brincam às guerras numa zona de guerra real e onde as fronteiras entre ficção e a realidade se confundem..

+

OS ELEFANTES NÃO PODEM SALTAR de Rodrigo Saez Molina
Chile, 2015, 49 minutos

Na cultura asiática, os elefantes são um símbolo mitológico da grandeza, mas na realidade estes animais estão a morrer por causa de seres humanos. Um elefante manso é forçado a trabalhar muito duro e os elefantes selvagens têm que lutar constantemente para sobreviverem. Há uma esperança e esta está nas nossas mãos.

+

AQUAMAZONIDA de João Leite
Portugal/Bélgica, 2016, 40 minutos
PRÉMIO LUSOFONIA / CAMACHO COSTA

Este documentário deixa o rio Amazonas falar de si próprio. Entre lendas populares e encontros com os seus habitantes, fala-nos da sua jornada desde a sua foz até manaus, no coração da Amazónia.